Borry Vrieling - Fundador e Diretor Executivo da EEZEETAGS

Borry Vrieling

Fundador e Diretor Executivo da EEZEETAGS

Veterano da indústria de rotulagem e empresário desde 1995, Borry Vrieling, fundador da empresa Eezeetags é o convidado da PARTTEAM, para partilhar a história do seu percurso, na série Connecting Stories.

A Eezeetags é conhecida no mercado pelo serviço automático de Self-Tagging que disponibiliza aos Aeroportos e Companhias Aéreas.

A empresa fornece um serviço personalizado, em que o cliente pode escolher quantas etiquetas precisa.

Conheça em exclusivo, a história de Borry Vrieling e da empresa Eezeetags.

1. Descreva-nos a sua função e como chegou até aqui? O que o inspirou a começar a Eezeetags?

Eu sou o fundador, o proprietário e o director administrativo da Eezeetags, veterano do sector de rótulos e empreendedor desde 1995.

Quando a indústria de aviação mudou a sua visão para o atendimento self-service, para mim, era muito óbvio que o mundo precisava também de uma etiqueta inteligente que fizesse os passageiros entenderem como etiquetar uma mala.

...era muito óbvio que o mundo precisava também de uma etiqueta inteligente...

Quando fui confrontado com o self-service, eu era um profissional incapaz de perceber como funcionava este novo método. Isto levou-me a entender ainda mais a grande necessidade que existia sobre desenvolver este produto.

2. Descreva a sua experiência como director na Eezeetags. Como define os seus investimentos? Quais foram as suas experiências com decisões difíceis? Qual é o melhor conselho que já recebeu?

A Eezeetags é um spin-off de etiquetas já produzidas na minha outra empresa, Varilabel Europe BV. Então, no início, não precisávamos de investimentos em capacidade de produção. Decidimos assim, investir em marketing e no conhecimento sobre a indústria de aviação, participando em congressos pelo mundo.

Isto permitiu construir uma rede de contactos, especialmente de fornecedores de self-service bag drop.

O maior revés que tivemos, foi o facto de que nenhuma das impressoras de quiosque existentes era capaz de trabalhar com a Eezeetags na configuração padrão. E estando nos estágios iniciais do SBD, nenhum dos fabricantes de impressoras estava disposto a desenvolver.

Borry Vrieling - Fundador e Diretor Executivo da EEZEETAGS

3. Diga-nos o que diferencia a Eezeetags dos seus concorrentes? Existe algo que tenha influenciado a criação da Eezeetags?

Eezeetags é um produto patenteado e de marca mundial e é o único produto que não precisa retirar nenhum revestimento para expor o adesivo.

Esta técnica torna possível ter uma instrução de linguagem neutra muito simples para os passageiros, tornando a marcação quase intuitiva. A Eezeetags também não cria desperdício no ponto de marcação.

A razão pela qual eu tenho tanta fé no nosso produto é pelo facto de que ele é baseado em tecnologias comprovadas já em uso noutras aplicações em diferentes indústrias também fornecidas pela minha empresa. Tecnicamente não são esperadas surpresas.

4. À medida que a indústria de serviços continua a expandir-se, as companhias aéreas têm o desejo de informatizar os processos para reduzir os custos operacionais. O que pensa sobre isso ? Acha que o autoatendimento é o futuro do engagement com o cliente?

A Indústria de aviação não é certamente o primeiro sector a adoptar o autoatendimento. Na minha juventude, aguardava pela minha vez na fila de espera e falava através de uma janela redonda com o vendedor, que por sua vez, tinha um grande conjunto de bilhetes pré-impressos por trás do balcão.

A inovação levou esta indústria ao check-in e ao check-out electrónico com um cartão electrónico pré-pago. Basta comprar um bilhete, numa máquina ou num quiosque self-service.

Tudo ficou mais fácil e com menos filas de espera. Os passageiros exigem viagens fáceis e acessíveis. Assim, também no sector do transporte aéreo, o auto-serviço será definitivamente, o futuro.

5. Que conselho daria a um cliente que está a ler isto?

O hardware em torno de uma opção de autoatendimento é realmente importante, assim como as interações rápidas com os sistemas de mainframe, como o DCS e o BHS.

Mas, por favor, não se esqueça dos pequenos detalhes, porque sempre haverá um elo mais fraco. E o comportamento humano real e a interacção com o sistema, podem facilmente tornar-se o elo mais fraco não controlável.

6. Sabendo que a PARTTEAM tem a possibilidade de produzir quiosques de autoatendimento para aeroportos com a integração de Eezeetags, qual é a sua opinião sobre a empresa PARTTEAM?

A PARTTEAM, é um dos poucos fabricantes de quiosques que nos procurou para perguntar quais seriam os requisitos para poder usar Eezeetags nos seus sistemas, antes mesmo de começar a fabricar e a desenvolver um quiosque. Na minha opinião, esta deve ser a ordem correcta de desenvolvimento.

Connecting Stories, é um novo espaço editorial conduzido pela PARTTEAM, que consiste na realização de entrevistas exclusivas, direccionadas a personalidades influentes, que actuam em diferentes sectores de actividade.
O projecto que foi idealizado pela PARTTEAM, contempla a publicação de histórias de sucesso, por meio de pequenas entrevistas a influenciadores que queiram compartilhar detalhes sobre os seus projectos, opiniões, planos para o futuro, etc.
A ideia é conectar histórias, partilhar conhecimento, desenvolver networking e gerar conteúdos que possam fornecer novas visões, oportunidades e ideias.

Sobre a PARTTEAM

Fundada em 2000, a PARTTEAM é uma empresa portuguesa de TI mundialmente reconhecida, fabricante de quiosques multimédia de interior e exterior, equipamentos self-service, mupis digitais, mesas interactivas e outras soluções digitais, para todos os tipos de sectores e indústrias. Para saber mais acerca da nossa historia clique aqui.

Últimas Entrevistas

Para Trás