loader
Nuno Pereira - CEO da blink-iT Solutions e da ClubTek Portugal

Nuno Pereira

CEO da blink-iT Solutions e da ClubTek Portugal

Nuno Pereira é CEO da blink-iT Solutions, uma empresa de consultoria empresarial, e da ClubTek Portugal, uma loja de tecnologia online. Para além disso, foi professor convidado no ISCAP, na pós-Graduação em Sistemas Integrados de Gestão.

Anteriormente, exerceu funções de consultor e de gestor de projectos em várias empresas da área de softwares de gestão.

Formado em Informática de Gestão na Universidade Portucalense, Nuno Pereira é um dos convidados especiais na Connecting Stories da PARTTEAM & OEMKIOSKS.

1. Como CEO de duas empresas, pode falar-nos um pouco sobre a sua jornada e sobre a sua experiência profissional?

Ser CEO não era um objetivo de vida nem foi premeditado. Em ambas as situações (na blink-iT e no ClubTek), foi uma oportunidade que surgiu e a qual decidi agarrar com confiança, mas de forma cautelosa.

O meu trajeto profissional é igual a tantos outros, talvez com um pouco mais de dedicação e ambição, o que acabou por me beneficiar perante as oportunidades que surgiram.

A minha área de formação tem um misto de informática/tecnologia e gestão, tendo-me licenciado em 2005, em Informática de Gestão, na Universidade Portucalense, Porto – Portugal. Seguiram-se alguns cursos mais técnicos e de especialidade em diferentes áreas.

Sempre procurei desenvolver os meus conhecimentos e dar tudo em cada projeto em que me envolvo, pessoal ou profissional.

Mantenho uma mente aberta, procurando inovar, fazer diferente, mas estando também atento à realidade social e pronto para ajudar, sempre que possível.

Nuno Pereira - CEO da blink-iT Solutions e da ClubTek Portugal - Connecting Stories PARTTEAM & OEMKIOSKS

2. Quais são os principais serviços e metodologias da blink-iT e de que forma contribuem para o aumento da competitividade do universo empresarial que vos procura?

A blink-iT Solutions é uma empresa de consultoria focada em softwares de gestão e aplicações de colaboração e produtividade mas é, acima de tudo, uma empresa de pessoas apaixonadas que trabalham para/com as pessoas, com o objetivo de fazer crescer as suas empresas e de as tornar mais eficientes e produtivas. Nós usamos o nosso conhecimento, a nossa dedicação e as ferramentas Microsoft, onde nos especializamos para ajudar essas empresas.

Os especialistas no negócio são os nossos clientes. Nós trabalhamos para os ajudar na sua organização, a melhorar os seus processos de negócio, a suportar as suas decisões em dados fundamentados para, com isso, crescerem de forma sustentada e mais rapidamente, não só quando nos procuram para realizar a implementação de um novo sistema, mas também no suporte e na melhoria contínua.

Enquanto parceiros Microsoft, usamos as metodologias recomendadas por esta entidade para concretizarmos o nosso trabalho e sermos mais eficientes, mas sabemos que a nossa flexibilidade e capacidade de adaptação à realidade dos clientes é um fator que nos distingue e nos faz ir mais longe.

3. É também CEO da ClubTek Portugal. Em que consiste este projecto e qual o objectivo do mesmo?

O ClubTek Portugal é um site de venda de produtos tecnológicos onde, mais importante que os produtos e o preço, são os clientes. É este o nosso objetivo: dar confiança, entregar com rapidez e fidelizar o cliente. Este último objetivo não é propriamente tarefa fácil na área em que atuamos.

4. A área empresarial é uma área estimulante, que exige uma enorme capacidade técnica e criativa, por forma a solucionar os inúmeros desafios que se contrapõem diariamente. Que desafios são estes e como os contorna?

Os desafios são vários e diários. Não os devemos contornar, mas enfrentar e superar.

A chave está num planeamento e numa organização eficaz. Claro que, com a variedade de desafios que nos são colocados diariamente e a rapidez e “urgência” com que os mesmos nos são apresentados, a agilidade é fundamental.

5. Como se gerem todas estas responsabilidades? Há algum segredo?

Não há segredos, apenas dedicação e transparência.

6. Como CEO, de que forma encara o empreendedorismo na actualidade?

Aceitar os desafios faz-nos perder o medo. Os problemas fazem-nos procurar soluções e os erros fazem-nos aprender e querer mais e melhor. Para mim, isso é empreendedorismo e empreender nunca será demais, desde que o façamos de forma honesta e transparente.

O empreendedorismo é benéfico para a sociedade e para a economia tanto em Portugal, como em qualquer outro país do mundo.

7. E em Portugal? Considera o empreendedorismo benéfico para a sociedade e para a economia?

Considero que o empreendedorismo é benéfico para a sociedade e para a economia tanto em Portugal, como em qualquer outro país do mundo. Gera emprego a tantos e abre oportunidades a tantos outros.

Só não considero Portugal (as políticas económicas e fiscais) assim tão benéfico para o empreendedorismo. Tem sido feito trabalho nesse sentido, mas precisa-se de mais agilidade, maior rapidez e maior assertividade a todos os níveis.

Nuno Pereira - CEO da blink-iT Solutions e da ClubTek Portugal - Connecting Stories PARTTEAM & OEMKIOSKS

Importa perceber que, depois de empreender, não se pode parar e, para nos mantermos competitivos, tanto a nível nacional como internacional, temos de nos adaptar rapidamente às novas realidades.

8. As organizações e empresas necessitam, cada vez mais, de reinventar os processos e sistemas das suas organizações através da transformação digital para acompanharem a evolução dos mercados. Acredita que já existe uma noção geral desta realidade?

Agora que algumas empresas foram forçadas a reorganizarem-se para superar esta pandemia, todas têm noção dessa realidade e da sua importância.

Cabe-nos a nós apoiar essas empresas a encontrar as melhores soluções e não as deixar parar num momento em que essa necessidade não seja tão evidente. Por isso, é preciso que se mantenham modernizadas, produtivas e a contribuir para um maior conforto das suas pessoas e do ambiente no geral.

O digital dá-nos uma capacidade enorme de nos ajustarmos à realidade atual.

9. Sendo a PARTTEAM & OEMKIOSKS líder no desenvolvimento e exportação de mupis digitais e quiosques multimédia para o mercado internacional, que relevância tem, na sua opinião, o digital na estratégia de uma empresa e/ou marca?

Somos uma empresa que, desde o dia 0, adotou uma estratégia de marketing 99% digital. Não temos dúvidas da importância da mesma e reconhecemos o retorno que nos tem dado atualmente. É um trabalho que não traz resultados no imediato, mas recompensa-nos a cada dia que passa.

O digital dá-nos uma capacidade enorme de nos ajustarmos à realidade atual, ao mercado envolvente ou a uma mudança estratégica da empresa, por exemplo, bem como de comunicar para milhões de pessoas de cada vez. Isso é brutal.

Na minha opinião, a Internet está cada vez mais individualizada, ou seja, consumida por cada pessoa por si só. Para uma sociedade melhor, devemos promover a socialização entre as pessoas e vejo os mupis digitais como um caminho para isso. Nesse aspeto, considero o caminho da PARTTEAM & OEMKIOSKS inovador.

Connecting Stories é um espaço editorial conduzido pela PARTTEAM & OEMKIOSKS que consiste na realização de entrevistas exclusivas, direccionadas a personalidades influentes, que actuam em diferentes sectores de actividade.

O projecto, idealizado pela PARTTEAM & OEMKIOSKS, contempla a publicação de histórias de sucesso, por meio de pequenas entrevistas a influenciadores que queiram compartilhar detalhes sobre os seus projectos, opiniões, planos para o futuro, entre outros assuntos.

A ideia é conectar histórias, partilhar conhecimento, desenvolver networking e gerar conteúdos que possam fornecer novas visões, oportunidades e ideias.

Sobre a PARTTEAM & OEMKIOSKS

Fundada em 2000, a PARTTEAM & OEMKIOSKS é uma empresa portuguesa de TI mundialmente reconhecida, fabricante de quiosques multimédia de interior e exterior, equipamentos self-service, mupis digitais, mesas interactivas e outras soluções digitais, para todos os tipos de sectores e indústrias. Para saber mais acerca da nossa história, clique aqui.

Últimas Entrevistas

Para Trás