loader
Rui Oliveira - Consultor de Marketing Digital connecting stories PARTTEAM & OEMKIOSKS

Rui Oliveira

Consultor de Marketing

Rui Oliveira, consultor de Marketing é hoje um dos convidados especiais na Connecting Stories da PARTTEAM & OEMKIOSKS.

Desde cedo precebeu que o design não era a sua vocação e que o seu interesse pelo Digital era incontornável, formando-se então em Publicidade e Marketing.

Trabalhou na área de Marketing Digital em várias empresas, tendo iniciado em 2016 a sua própria marca de consultoria.

Descubra o ilustre percurso de Rui Oliveira!

1. Começou como Designer Gráfico e muito rapidamente entrou no mundo do Marketing. O que o fez ganhar interesse por esta área? Fale-nos um pouco do seu percurso até hoje.

O Marketing surgiu na minha vida durante o ano sabático que tive antes de ingressar na faculdade, através de um curso que fiz então. Depois formei-me em Publicidade e o Marketing fazia parte da formação.

Quando terminei o curso comecei numa agência como criativo. Cedo percebi que não era numa agência que me sentia realizado e mudei para os departamentos de marketing de empresas onde continuei como criativo / gráfico.

Sempre adorei a área gráfica, o Photoshop, Illustrator, etc que aprendi como auto-didacta até que decidi fazer um curso de especialização em Produção Gráfica Digital que me abriu as portas da JP Group.

Rui Oliveira - Consultor de Marketing connecting stories PARTTEAM & OEMKIOSKS

Comecei como assistente designer mas felizmente pude ir aprofundando e aplicando os meus conhecimentos diariamente em estratégia, gestão, comunicação, organização de eventos, email marketing, RP, ecommerce e os primeiros contactos com o digital. A evolução levou-me a dirigir o Marketing da empresa até 2016, ano em que terminou a nossa relação.

O meu interesse pelo Digital já era por esta altura incontornável e percebi que era por ali que queria continuar. Para além do que já havia aprendido como auto-didacta, apostei numa formação mais formal na Porto Business School, fiz várias certificações (Google Ads, Analytics, Inbound) e decidi avançar com a minha marca de consultoria.

Pelo meio estive envolvido em 2 projetos corporativos como Gestor de Marketing.

O meu interesse pelo Digital já era por esta altura incontornável e percebi que era por ali que queria continuar.

Neste momento estou 100% focado na minha consultoria e em continuar a minha missão de ajudar as empresas a terem uma estratégia de marketing, uma melhor presença digital e offline e com isso conseguirem mais e melhores resultados.

Voltar ao mundo corporativo não está fora de hipótese caso surja um projeto em que eu acredite, desafiante e em que sinta que posso realmente acrescentar valor. O futuro o dirá.

2. Criou, há mais de 3 anos, a sua própria marca de consultoria (Rui Oliveira - Marketing / Digital Marketing Consultant). Quais são os maiores desafios de ser um consultor independente?

O maior desafio, no meu caso, é sem dúvida o estar completamente fora da minha zona de conforto. Nunca me tinha imaginado como consultor externo!

Depois, teres de ser o “faz tudo”: Comercial, Marketing, Gestor, Executor. Tens de responder a emails, elaborar orçamentos, enviar propostas, fazer reuniões sejam presenciais ou via Skype, networking, etc. Requer muita organização, gestão do tempo, foco e acima de tudo muita resiliência.

Não posso deixar de mencionar a incerteza porque deixas de ter aquele rendimento garantido no final do mês - isto quando, como eu, vens de uma carreira corporativa - o que pode ser muito stressante.

Rui Oliveira - Consultor de Marketing connecting stories PARTTEAM & OEMKIOSKS

É muito desafiante do ponto de vista mental e físico também.

Um conselho a quem se quer iniciar como consultor independente: não se deixem levar pelas fotos porreiras a trabalhar numa esplanada que vemos nas redes sociais, pela ideia de muito tempo livre, muito rendimento e de sucesso garantido- isto não é um mar de rosas. Essas coisas existem sim, mas antes de isso acontecer temos de trabalhar 12/14/16 horas por dia, aos fins-de-semana, vão haver momentos muito bons mas também momentos terríveis em que só pensas em desistir.

O maior desafio, no meu caso, é sem dúvida o estar completamente fora da minha zona de conforto. Nunca me tinha imaginado como consultor externo!

3. Para si Marketing é o mesmo que Marketing Digital? Qual a sua opinião relativamente a este tema?

Para mim existe apenas Marketing, depois existem canais Digitais e Tradicionais.

Uma estratégia de marketing deve incluir os canais que fizerem sentido para o negócio em questão, sejam eles digitais ou não.

É certo que hoje em dia é muito difícil escalar um negócio sem uma presença digital consistente, pensada. Vejo o Digital como uma evolução, o Mundo evolui e o Marketing como uma ciência tem de acompanhar essa evolução. Mas daí a dizermos que existem Marketing e Marketing Digital vai uma grande distância.

Os fundamentos do Marketing mantêm-se, falemos no digital ou no offline e quem não os considerar na base da sua estratégia vai estar sempre mais perto de não ser bem sucedido.

Vejo o Digital como uma evolução, o Mundo evolui e o Marketing como uma ciência tem de acompanhar essa evolução.

4. Foi durante cerca de 12 anos, Marketing Manager do jp.group. Como surgiu esta oportunidade? Quais foram as principais áreas que mais inovou na empresa?

Como referi antes, comecei em 2004 como assistente designer e terminei o meu percurso na empresa como Marketing Manager. Sem falsas modéstias, a oportunidade surgiu fruto do meu empenho, dedicação e acima de tudo muito trabalho e bem feito.

Não posso dizer que fiz inovações, foram mais ajustes/alterações à forma como se fazia e via o Marketing na empresa. Eu estava no departamento de Marketing há bastante tempo quando assumi a direção e tinha a minha visão do que queria, sabia o que fazíamos menos bem e que precisava ser mudado.

Rui Oliveira - Consultor de Marketing connecting stories PARTTEAM & OEMKIOSKS

Começamos a trabalhar e a dar mais atenção aos canais digitais que começavam a despontar, mudámos a política de email marketing que era até então o envio massificado para começarmos a enviar emails segmentados de acordo com o perfil do cliente, houve também uma aposta clara no E-commerce que foi aumentando gradualmente o seu peso na performance da empresa e batemos o recorde de faturação até à altura. As estratégias e ações passaram a ser definidas e as decisões tomadas mais com base em dados e menos no “achismo”.

5. Qual foi a melhor campanha de marketing que já desenvolveu?

É difícil escolher. Não há amor como o primeiro e ainda enquanto estagiário numa agência de publicidade pude participar - como copywriter - na 1ª campanha de lançamento de lugares anuais do FCP (ainda no extinto Estádio da Antas) e que foi uma aprendizagem enorme, que me marcou para sempre.

Recordo uma campanha de natal da JP Group com a Débora Monteiro e o Isaac Alfaiate como modelos. Por ter sido um sucesso mas também pelas peripécias que a envolveram. Resultou em milhares de euros em vendas em 3/4 dias. Senti-me efectivamente bom naquilo que fazia. Felizmente pude criar e participar de muitas campanhas que foram um sucesso em vendas ou notoriedade das marcas com que trabalhei.

6. Inbound Marketing e Outbound Marketing, qual é na sua opinião a melhor estratégia para empresas B2B?

Vou já dizer que sou um apaixonado pelo Inbound Marketing (ou não fosse certificado nesta área). Eu apostaria sempre como base numa estratégia de Inbound Marketing. Porque o cliente B2B é por norma um cliente mais exigente, mais “instruído” sobre as soluções disponíveis no mercado mas que não deixa de recear fazer uma má escolha e o processo de decisão é muito mais moroso.

Uma boa estratégia de Inbound: com personas bem definidas, com bom SEO, uma boa estratégia de conteúdo e nutrição de leads faz toda a diferença a responder às dúvidas do potencial cliente, às suas “dores”, deixando-o mais confortável e ajudando-o no seu processo de decisão de compra. Quando esse momento chegar ele vai recordar-se que fomos nós quem o ajudou.

Uma boa estratégia de Inbound: com personas bem definidas, com bom SEO, uma boa estratégia de conteúdo e nutrição de leads faz toda a diferença a responder às dúvidas do potencial cliente...

A PARTEAM & OEMKIOSKS é um excelente exemplo de uma estratégia de inbound marketing bem conseguida e com resultados.

Deixa-me só dizer que ter o Inbound como base não implica abdicar do Outbound, acho mesmo que os 2 têm lugar numa estratégia de marketing vencedora.

7. Sendo a PARTTEAM & OEMKIOSKS líder no desenvolvimento de mupis digitais e quiosques multimédia para o mercado internacional, qual a sua opinião sobre a PARTTEAM & OEMKIOSKS, os seus produtos e a sua estratégia de marketing digital?

Já conheço e sigo a PARTTEAM & OEMKIOSKS há cerca de 4 anos e posso dizer sem nenhum favor que é uma empresa que está na liderança por mérito. Mérito do seu fundador, da sua equipa e da procura incessante de todos pela inovação. Percebe-se que há uma cultura de inovação muito forte. Isto traduz-se nos produtos que apresenta sempre com algo novo a acrescentar ao mercado por isso o crescimento sustentado que julgo se irá manter e reforçar.

A estratégia de marketing digital da PARTTEAM & OEMKIOSKS foi o que atraiu a minha atenção, essencialmente no LinkedIn. Por ser consistente, haver uma linha orientadora na comunicação, coerente e consistente. Não se limita ao vulgar “olhem o nosso produto XPTO” mas nota-se uma preocupação genuína em educar o público quanto às potencialidades e aplicações dos displays e quiosques digitais. Outro aspecto que me cativou foi o facto de os colaboradores serem os primeiros embaixadores da marca, algo que na altura não era ainda muito visto. A PARTTEAM & OEMKIOSKS é também neste aspecto uma referência de boas práticas e com resultados à vista.

Connecting Stories é um novo espaço editorial conduzido pela PARTTEAM & OEMKIOSKS que consiste na realização de entrevistas exclusivas, direccionadas a personalidades influentes, que actuam em diferentes sectores de actividade.

O projecto, idealizado pela PARTTEAM & OEMKIOSKS, contempla a publicação de histórias de sucesso, por meio de pequenas entrevistas a influenciadores que queiram compartilhar detalhes sobre os seus projectos, opiniões, planos para o futuro, entre outros assuntos.

A ideia é conectar histórias, partilhar conhecimento, desenvolver networking e gerar conteúdos que possam fornecer novas visões, oportunidades e ideias.

Sobre a PARTTEAM & OEMKIOSKS

Fundada em 2000, a PARTTEAM & OEMKIOSKS é uma empresa portuguesa de TI mundialmente reconhecida, fabricante de quiosques multimédia de interior e exterior, equipamentos self-service, mupis digitais, mesas interactivas e outras soluções digitais, para todos os tipos de sectores e indústrias. Para saber mais acerca da nossa história, clique aqui.

Últimas Entrevistas

Para Trás
Hotjar Tracking Code for www.partteams.com